Porque BRINCAR não é só coisa de criança…

Datas comemorativas como Páscoa e Natal ganharam uma outra luz para mim depois que meu filho nasceu.
Claro, existem os motivos óbvios que justificam essa afirmação: ver meu filho na expectativa da chegada do Coelho da Páscoa e do Papai Noel imaginando como eles poderiam passar pela rede de proteção da janela, ver a alegria de receber uma carta do coelho agradecendo as cenouras e o desenho que ele deixou, o corre- corre pela casa atrás de ovos de páscoa, o brilho nos olhos de quem encontrou presentes na manha de natal, etc etc etc…
Sim, existe uma satisfação enorme em ver meu filho sorrindo, vibrando, encantado com todas essas coisas, comendo chocolate kkk…
Mas estou falando também de mim.
Antes do Pedro nascer o corre-corre diário  fazia com que  essas datas em muitos momentos parecessem para mim mais um item do check list para ser cumprido do que uma comemoração em si. Algumas vezes eu só entrava no “clima” dessas festas no dia, em outras eu estava tão cansada que nem isso… Sei que não deveria ser assim mas era um fato…
Depois que o Pedro nasceu, continuo na correria diária e agora parece mais ainda que não tenho tempo pra nada (fico me perguntando como eu poderia pensar que não tinha tempo antes…), mas tenho “encontrado” o tempo que achava que não tinha, para fazer os preparativos, “entrar no clima”, curtir, e de fato BRINCAR! E o brincar de adulto é fazer as coisas que a gente gosta mas sem aquele “peso” de alcançar “resultado” que o trabalho nos trás. O MEU “brincar na páscoa” foi escrever cartinhas de coelho, criar pistas, pintar ovos, pensar em cada detalhe e tentar inventar algo diferente esse ano… colocar a “mão na massa mesmo”, como eu sempre gostei de fazer,  só consegui às 23hs do dia anterior… mas já tinha “entrado no clima” junto com meu filho alguns dias antes, quando lembramos das musicas de Páscoa, comprando cenouras (sim no plural porque como o Pedro bem lembrou que na música diz que “o coelho é guloso”), escolhemos o desenho para pintar para ele… Porque o mais legal da brincadeira, o segredo da magia são os preparativos, é a expectativa que ela gera, que pode ser de 1 semana, 1 dia ou apenas algumas horas…
Sim, a gente faz essas coisas, encontra tempo e disposição num primeiro momento impulsionados pelos nosso filhos, pelo o que queremos fazer por eles… mas quando nos soltamos e entramos na brincadeira (não só na deles mas quando criamos a nossa também), são nosso pequenos que nos lembram o quanto é gostoso brincar …
E pensando sobre tudo o que aconteceu nessa Pascoa,  me dei conta o quanto eu deveria fazer isso mais vezes…  de não apenas organizar meu tempo para brincar com o meu filho… mas separar um tempo para EU brincar…
Share This

Gostou deste post?

Compartilhe!