Será que o Rafa tem daltonismo?Era um sábado, estávamos arrumando a cama dele e eu pedi para ele puxar o cobertor verde, e ele respondeu: “qual, mãe?”, e eu achei que ele estava brincando e mostrei qual era, ai ele me disse: “mas mãe, isso é marrom!”. Um alerta gigante acendeu na minha cabeça. Na hora eu pensei em daltonismo. Pesquisei no celular testes para ver se era isso mesmo e mostrei para ele. Ele teve dificuldade para responder o que aparecia nas imagens mas achei que era porque eu estava mostrando em tela e não em papel.

 

Claro que isso não saiu da minha cabeça. Mandei recado para professora perguntando se na escola ela havia percebido alguma alteração na visualização das cores, comecei a pesquisar no google, mas logo parei para minha cabeça não ir além da realidade e na segunda cedo já marquei oftalmologista…

 

Coitado do Rafa rsrs… passei os dias até a consulta com aquele olhar observador, fazendo alguns “testes” …

 

Quando chegamos na consulta a oftalmologista avaliou a acuidade visual dele e estava ótima, visão perfeita. Ela já estava falando que estava tudo normal e tal mas ai eu falei que tinha ido por causa de uma possível alteração na visualização de cores. Ela me olhou meio de lado, percebi que normalmente eles não avaliam isso, tanto que o livro para o teste estava em outro lugar e demorou um tempão para chegar.

 

O teste é bem simples, são várias imagens como esta aqui embaixo, com números em cada uma delas e em diferentes cores e tons. Quando a pessoa observa a imagem ela tem que dizer que número esta escrito, ou quando a criança é menor ela passa o dedo sobre o que esta desenhado.

 

Bem, na segunda imagem mostrada o Rafa já não foi capaz de ver o número correto, tinha um 8 e ele enxergou um 3 (a parte que ele não enxergou tinha um tom mais claro e ele não distingui do fundo). Você consegue ver o 8 aqui embaixo?

 

 

E assim foi até o final do teste, algumas imagens em que o tons das cores era mais forte ele diferenciava bem mas nas mais claras não. Em algumas ele não viu numero nenhum.

 

Não foi legal ficar ali do lado vendo ele fazer o teste. Eu conseguindo ver claramente o que estava na imagem e ele nada. Me deu vontade de chorar, mas fiquei na minha porque ele também estava vendo que tinha alguma coisa que ele não estava conseguindo fazer.

 

 A oftalmologista explicou que não há o que fazer, que isso não vai interferir muito na vida dele, a não ser que no futuro ele vá trabalhar com coisas que mexam com cores. Para esses casos já existe uma lente de contato que ajuda bastante, mas como ele é criança não há a necessidade…

 

E agora?

 

Não fiquei muito legal com a história…o que me pegou mais foi o fato de ele não ver as cores como elas são… como se não visse a realidade por completo… a beleza das nuances e tons que existem… Muita gente vai falar que isso não é nada, que não vai mudar, que ele se adapta ou que é fichinha perto do que outras pessoas passam. Concordo com todas estas colocações, mas que mãe não gostaria que seu filho pudesse viver e ver tudo bem direitinho?

 

Além disso, algumas fichas caíram também.

 

O dia que descobri que meu filho tem daltonismo

 

Sempre observei que ele pintava com cores muito fortes, vermelho, azul, preto. De certa forma até me incomodava com isso. Não interferia mas achava diferente. Quem visse os desenhos dele talvez até pudesse pensar:”nossa, esta criança tem muita raiva acumulada” rsrsrs mas na verdade é que ele não consegue distinguir perfeitamente as cores com tons mais claros, então é totalmente compreensível que seja mais interessante usar os fortes.

 

 

Outra coisa que me deixou pensativa foi o fato de ele já ter passado por outras avaliações oftalmológicas e nunca ter sido feito este teste. Pelo visto não é comum ele ser realizado em crianças e se não há queixas. Uma pena porque devem existir outras crianças por ai com esta mesma deficiência, e que por mais que não tenha o que fazer é importante para os pais e para a escola saber que existe esta dificuldade.

 

Para o Rafa, por enquanto, nada mudou, mas acho fundamental ele saber que é daltônico e que podem haver situações onde ele enxergue diferente das outras pessoas. Se os amigos falarem que um objeto é verde e ele ver marrom, estará tudo bem e que ele não está errado e se frustará, apenas que a realidade dele é diferente da dos outros e por mais esse motivo ele é especial, vendo coisas que só ele vê 😉
Share This

Gostou deste post?

Compartilhe!