Mesmo com o corre-corre de final de ano vou te mostrar  uma forma super simples de entrar na magia do Natal

Sempre me encantei com o Natal. Milhares de luzinhas piscando por todos os lados, ver tudo decorado, ouvir músicas natalinas… tudo parece tão mágico…

Só que toda essa magia muitas vezes desaparece num piscar de olhos e, pelo menos para mim, final de ano mais significa uma corrida contra o tempo: comprar presentes, milhares de compromissos, decidir cardápio, fazer os preparativos… todas coisas que eu normalmente eu adoro fazer mas quando acontecem juntas, num curto espaço de tempo (somando-se com o cansaço de final de ano), resultam mais em stress do que curtição do verdadeiro espirito natalino.

Mas filhos mudam nossa vida de diversas formas, né? Uma delas é nos fazer voltar a olhar o mundo com encanto nos olhos, trazendo à tona nosso lado criança, nos mostrando como apreciar as pequenas coisas todos os dias…

Assim, no ano passado, procurando formas de curtir essa espera pelo Natal com meu filho (na época com 3 anos e meio), descobri o Calendário do Advento,  uma espécie de contagem regressiva (com um encanto extra), que começa no dia 1° de dezembro e vai até a véspera do Natal, no dia 24.

Essa tradição teve origem com os alemães no século 19 (consta que o primeiro calendário foi feito em 1851!), quando famílias protestantes costumavam desenhar um risco de giz na porta de casa para registrar a contagem dos dias (mais sobre a história aqui). Com o passar dos anos foi ganhando diferentes formatos (que você pode comprar ou confeccionar), e atualmente esse costume está espalhado pelo mundo todo, como uma forma lúdica de ajudar as crianças a entenderem a passagem do tempo de modo mais prática e de trabalhar a ansiedade delas em relação à chegada do Natal.

Tem gente que, a cada dia, coloca uma supresa comestível (para “adoçar” a espera), uma mensagem ou algum presentinho, mas aqui em casa só foram brincadeiras, “tarefas” para serem realizadas dia-a-dia e essa já seria a parte divertida. Afinal o que criança mais quer é mesmo brincar, não é?

Mas você deve estar pensando: ” Já tenho tanta coisa para fazer no final no ano, você ainda quer que eu faça um calendário? E ainda providencie diferentes brincadeiras todos os dias???” 

Calma! O que quero te mostrar com esse post é justamente que você NÃO PRECISA TER MUITO TRABALHO, a não ser que você queira. A ideia principal é se divertir em família, certo? Então vou contar como fiz no ano passado, de forma SIMPLES mas que nos fez curtir bastante por aqui…

A primeira coisa que queria te dizer é que, não é porque o calendário tradicionalmente começa no dia 1o de dezembro que você precisa começar também! No ano passado eu só consegui começar no dia 17 de dezembro! Já tinha lido sobre o calendário, visto alguns modelos para me inspirar mas não tinha tido tempo de preparar nada… já estava praticamente desistindo até que um dia me deu um “faniquito” e decidi que ia fazer de qualquer jeito. Foram apenas 8 dias (porque cometi outra infração – ops!kkk – fiz até o dia 25 porque esse é o dia que o Pedro recebe os presentes do Papai Noel), mas foram bem divertidos! E eu até diria que para crianças menores um período mais curto de contagem regressiva seria melhor, pois favorece com que elas permaneçam interessadas até o final…  Então, primeiro recado: faça quantos dias você conseguir, ok?

Comprar ou confeccionar? Aqui em casa eu mesma fiz. Primeiro porque que se eu fosse comprar, teria que mandar fazer (e não daria para esperar) ou pagaria muito caro. E em segundo lugar porque eu adoro fazer essas coisas. E como o tempo estava se esgotando escolhi um modelo bem simples mesmo: com envelopes. Aproveitei alguns adesivos de Natal que eu já tinha em casa e dei uma incrementada com uma estrela. Mas nem precisaria! Não ficou fofo?

Separei alguns modelos também bem fáceis de fazer para você se inspirar (clique aqui). Mas sem regras! Que tal soltar a imaginação? 

Agora as tarefas… (ou as “missões” como meu filho gostava de falar kkk). Garanto pra você que muitas delas você já deve fazer com seu filho sem se dar conta. Afinal quem não vai visitar o Papai Noel no shopping? Ver uma decoração de Natal? Quem não pede para o filho fazer uma cartinha para o Papai Noel? E foi nisso que pensei também. Sim, pesquisei em alguns posts  sugestões de brincadeiras mas adequei também à nossa rotina ou ao que eu já planejava fazer. Além disso foi bem legal incluir meu marido na sugestão e seleção das brincadeiras pois assim ele também ficou mais empolgado para participar também! Mesmo que não sejam todos os dias, para todas as atividades, quanto mais gente mais gostoso, né?

E, na verdade, o mais legal do calendário às vezes nem é a atividade em si mas o “toque de magia” por trás da abertura de cada envelope (saquinho, caixinha, ou o que você escolher). Todos os dias, logo que acordava, o Pedro já ia correndo saber “qual a missão do dia”. Abria o envelope, pegava as instruções (é interessante que o calendário esteja na altura da criança), e aguardava ansiosamente pela leitura (tem que ter um pouco de emoção né?). Nos planejávamos durante o dia para fazer a atividade/ brincadeira e quando concluíamos ele já ficava todo orgulhoso! “Mais uma missão cumprida! Vamos ver quantas já foram?” 

Abaixo está o que fizemos no ano passado. Como eram poucos dias até o Natal, em alguns dias acabei juntando duas atividades, porque tinham várias que eu queria fazer (e, na verdade, muitas delas acabaram se repetindo nos outros dias também, porque o Pedro adorou):

.

(17/12) Ouvir uma história de Natal/ Ouvir uma historia do nascimento do menino Jesus ( já tinha dois livros de Natal aqui em casa e comprei mais um para ser uma novidade – amamos livros por aqui! – depois mostro pra vocês quais são)

(18/12) Cantar músicas de natal e assistir a um coral de Natal (já tínhamos um programado para ir)

(19/12) Fazer uma carta para o Papai Noel e Entregar para o Papai Noel do Shopping

(20/12) Assistir a um filme ou desenho de natal (Se tiver pipoca então já fica com cara de cinema 😉 )

(21/12) Fazer um enfeite de natal (essa foi a tarefa um pouco mais trabalhosa perto das outras. Mas mesmo assim escolhi um enfeite bem facinho)

(22/12) Fazer um acampamento de natal perto da árvore (essa foi ideia do Papai hehe) 

(23/12) Decorar um biscoito para o Papai Noel comer na noite de natal (já tínhamos feito os biscoitos para os amiguinhos da escola. Decoramos com canetinha comestível 😉) 

(24/12) Dar um abraço de Feliz Natal em todos que vierem em casa; Deixar um biscoito para o Papai Noel e uma cenoura para as renas

(25/12) Dia de abrir os presentes, de brincar e se divertir com toda a família e ver fotos dos natais passados 

A correria continuou… mas vou dizer que foram dias muito mais gostosos… Às vezes o que parece uma “tarefa a mais no dia” é justamente o que faz o dia mais leve, sabe? Consegui entrar no “clima de natal” e curtir essa data por muito mais dias do que o dia 24 e 25 (nos anos anteriores, muitas vezes nem isso eu conseguia….). O ponto alto foi o nosso “acampamento” ao lado da árvore de natal. Confesso que quando meu marido sugeriu só pensei no trabalho que ia dar (kkk), mas estarmos juntos, numa situação fora da habitual e adormecer olhando as luzinhas piscando foi realmente… MAGICO!

Nem preciso dizer que esse ano faremos de novo por aqui né? (O Pedro já está me cobrando montar a árvore de natal – não fiz ainda pois será uma das atividades do calendário hehe).  Estou me organizando para começar agora dia 1o (já estou em cima da hora mas acho que dessa vez vai dar tempo): comecei a pensar no modelo que quero fazer, em algumas tarefas enquanto escrevia pra vocês…

E sabe quem mais vai entrar na brincadeira esse ano? A Grazi! Então nos acompanhem no face e no insta para saber o que aprontaremos por aqui… e se tiverem sugestões também adoraremos saber!
Que comecem os preparativos para o Natal! HoHoHo…
Share This

Gostou deste post?

Compartilhe!