Muitas vezes os pais podem favorecer o desenvolvimento de seus filhos mais do que imaginam…

Diferentemente do que se imaginava antes, hoje se sabe que o desenvolvimento do bebê depende não apenas da sua carga genética e da integridade de todos os seus sistemas (especialmente do sistema nervoso), como também do ambiente no qual ele está inserido. Enquanto os primeiros determinam o potencial motor e físico que essa criança tem, é o ambiente que irá influenciar no quanto a criança irá ou não explorar esse potencial.
Como falamos nesse post o desenvolvimento deve ser considerando com um processo (e não apenas a aquisição de habilidades isoladas -como sentar, engatinhar, andar, etc), de extrema importância para a criança atingir não apenas sua independência do ponto de vista motor e cognitivo, mas para a formação dela enquanto individuo. E é justamente a influência do ambiente sobre esse processo que irá repercutir no tempo de cada criança para conquistar uma nova habilidade. Além  disso, conhecer o impacto desse fatores que a rodeiam, especialmente nos primeiros anos de vida, favorece uma maior participação dos pais nessa fase tão importante para a  criança.
E quando falamos em “ambiente”, estamos nos referindo a tudo que é externo a ela, aspectos dos quais ela sofre influência e sobre os quais os pais podem (e devem) atuar diretamente.
3 importantes exemplos disso são:
1- Alimentação: alimentar seu filho adequadamente vai além do seu crescimento fisico, do controle de obesidade, prevenção de doenças, etc… é fundamental para o desenvolvimento dele como um todo. Uma nutrição adequada fornece o combustível necessário tanto do ponto de vista muscular (ou seja, para todos os movimentos que ela irá realizar), como tem impacto direto na formação de novas conexões e no funcionamento adequado do cérebro.
2- Família: fonte de afeto e do vinculo que fornece uma base de segurança para que a criança explore seu potencial. É através de seus pais (principalmente) que a criança também tem, direta ou indiretamente, sua permissão (ou não) para explorar o mundo, e são eles que muitas vezes também podem proporcionar experiências diversas, valiosas “oportunidades de aprendizado”.
3- Espaço fisico favorável: crianças precisam de espaço (literalmente) para se desenvolverem. Espaço para experimentarem seus movimentos, para gastarem energia e exercerem a autonomia que já conquistaram. E, pelo menos em casa, um ambiente minimamente estruturado mas também desafiador, que dê a liberdade para que elas explorem todo o seu potencial sem deixar os pais tão inseguros a cada movimento que elas fizerem.
Quer saber mais sobre como cada um desses fatores podem ser aplicados no seu dia-a-dia? Contaremos para vocês em breve… Aguardem…
#desenvolvimentoinfantil #desenvolvimentomotor #desenvolvimento
Share This

Gostou deste post?

Compartilhe!